• itapua2 DCIM100GOPRODCIM100GOPROitapua2itapua2slide4

  • DCIM100GOPRO

  • itapua1itapua1

  • itapua3itapua3pedra_da_visaoitapua3pedra_da_visao

  • pedra_da_visaopedra_da_visao

  • centro

  • FAROL DE ITAPUÃ
  • IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
  • PÔR-DO-SOL EM ITAPUÃ
  • PRAIA DE ITAPUÃ
  • PONTAL DAS DESERTAS
  • CENTRO DE VIAMÃO

Câmara derruba moção de repúdio do vereador Nadim à Corsan

 11267724_536856236483524_2930268953292368616_nPor 10 a 8 votos contrários, a moção de repúdio indicada pelo vereador Nadim Harfouche (PP) para a Companhia Rio Grandense de Saneamento – Corsan, foi rejeitada. O documento foi criado a partir do episódio envolvendo a falta de água no município, após as fortes chuvas da semana passada.
O vereador Nadim Harfouche utilizou como argumento um estudo realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), no ano passado, que apontou ineficiência da companhia em executar os investimentos que poderiam qualificar os serviços de captação, adução, tratamento, reserva e distribuição de água.
O estudo analisou o período aproximado de um ano, entre janeiro de 2013 e fevereiro de 2014, a partir da falta d’água em diversos municípios da Região Metropolitana atendidos pela Corsan entre o final de 2013 e início de 2014.
“No documento, o TCE cita que a Corsan demorou sete anos para instalar três grupos de bombas. Os equipamentos custaram R$ 2,83 milhões e foram usados na captação de água bruta da estação do bairro Rio Branco, em Canoas, e bombeamento até o município de Cachoeirinha”, disse Nadim, reproduzindo o documento.
ALVORADA – O vereador de Alvorada, uma das cidades mais prejudicadas pelas fortes chuvas, Juliano Marinho (PT), participou da sessão a convite de vereadores viamonenses. “Momento difícil para 210 mil habitantes de Alvorada e 250 mil cidadãos aqui em Viamão. Nós já solicitamos audiência pública com a Corsan, porque meio milhão de pessoas foi prejudicada. Precisamos estar nos unindo, principalmente Alvorada e Viamão”, disse o vereador.
11796343_536856253150189_6306711458701533859_nO vereador Serginho Kumpfer (PT), analisou a crítica feita pelo vereador Juliano Marinho e o documento do TCE, apresentado pelo vereador Nadim, e protocolou um requerimento, juntamente com o vereador Eliseu Chaves, o Ridi, solicitando que a Corsan isente a população da tarifa neste mês de julho.
“Vamos gastar nossa energia na criação de um projeto que planeje trazer água de Itapuã ou do Lami, porque do rio Gravataí não há condições no verão, e agora também no inverno”, pontua Serginho.
O vereador Eliseu Chaves, o Ridi (PT), propôs também a criação de uma comissão parlamentar em parceria com a Câmara de Alvorada. “Vamos sentar com a Corsan e discutir a falta d’água. Esse problema não é de agora e todos os partidos passaram pelo governo do Estado e ajudaram a sucatear a Corsan”, disparou Ridi.
PRIVATIZAÇÃO – De acordo com o vereador Luiz Barbaroti (PMDB), ninguém, em momento algum, falou em privatizar a Corsan. “A Corsan não tem mais defesa no Rio Grande do Sul devido ao mau serviço prestado. Fazem um conserto nas ruas e os buracos ficam. Sou contra a privatização, mas precisam investir”, analisou Barbaroti.
O presidente da Câmara, Dédo Machado (PT), alertou também para um segundo problema, desta vez envolvendo o serviço de energia elétrica dentro do município. “A gente fala da Corsan pelo episódio que vivemos recentemente, e com razão, mas ninguém fala da CEEE, que hoje não atende a necessidade para que empresas se instalem dentro de Viamão. Precisamos estar atentos a isso”.
AUDITORIA DO TCE – A auditoria também apontou culpa compartilhada com a maior parte dos municípios da Região Metropolitana, que não têm planos de saneamento básico, o que impossibilita o planejamento. De posse do plano, os municípios podem batalhar por recursos federais. Leia o documento na íntegra no site do TCE.

Corsan informa que não há estimativa para o reabastecimento de água em Viamão

Os gerentes da Corsan – unidades Centro e Santa Isabel, estiveram na Câmara de Viamão, nesta tarde (23), a convite dos vereadores, para esclarecer e apresentar a realidade com informações precisas sobre a situação do desabastecimento de água em Viamão e cidades vizinhas. A situação oficial divulgada pela Corsan é que não há data efetiva para o reabastecimento de água para Viamão. A população continuará sendo abastecida pelos caminhões-pipa.
As informações divulgadas pelo gerente da Corsan – Unidade Centro de Viamão e Itapuã –, Milton Cordeiro, não são nada positivas. “Nós estamos com uma dificuldade muito grande em função do nível recorde do volume de água em que se encontra o rio Gravataí, e em função disso, a câmara de sucção ficou inundada. Os motores da câmara ficaram ilhados”, disse Cordeiro.
Responsáveis técnicos da Corsan estão trabalhando na contenção da inundação com sacos de areia, para que a agua não continue invadindo a câmara, sendo que desde a segunda-feira (20), o rio Gravataí baixou apenas quatro centímetros. “Já estamos montando uma espécie de dique com sacos de areia. A segunda etapa é fazer a sucção desta água que entrou na câmara”.

>> Os testes dos motores acontecem hoje

Ainda de acordo com o gerente da Corsan, Milton Cordeiro, entre às 19 e 20 horas de hoje, a equipe que está trabalhando na câmara deverá chegar aos motores, e a partir daí serão feitos os testes que indicarão se os equipamentos estão ou não danificados. “Já temos os motores reservas. O Exército já está estudando, caso haja a necessidade de levar os novos motores, se os atuais estiverem queimados. A princípio, esperamos que não estejam danificados”.
No rio Gravataí acontece 90% da captação de água para Viamão e os outros 10% do arroio Fiúza. “A situação oficial é que estamos sem estimativa para o reabastecimento de água para Viamão. Não temos uma data efetiva. Estamos abastecendo algumas regiões com caminhões-pipa e sabemos que não são suficientes. Novos caminhões estão vindo de São Paulo, porque todos os caminhões da região estão em utilização”, completou o gerente da Corsan, Milton Cordeiro.

>> Nunca na história do RS ocorreu situação semelhante

“Estamos trabalhando muito, essa situação independe da vontade humana. Se dependesse da vontade humana jamais ocorreriam alagamentos na vila Augusta, nas avenidas Assis Brasil e outras vias e comunidades. Estamos nos concentrando ao máximo para atender a população e posso garantir que em 49 anos da entidade Corsan, nunca na história do Rio Grande do Sul ocorreu situação semelhante. Sendo otimista, no sábado o abastecimento pode ser normalizado”, finalizou Milton Cordeiro.
O gerente da Corsan – unidade Santa Isabel, Jayme Lemos também esteve na sessão.

Câmara Municipal presta homenagens à Brigada Militar

HOMENAGENS BMUma sessão especial foi realizada nesta quarta-feira (22), na Câmara Municipal, para homenagear os 17 anos do 18º Batalhão de Polícia Militar – 18º BPM, de Viamão. Por iniciativa do vereador Leandro Aguirre (SD) foram entregues quatro moções de parabenização a policiais militares, dois deles que atuaram contra o grupo de criminosos no início deste mês, na Santa Isabel, que resultou na morte de um dos suspeitos e também em um policial ferido. O comandante do grupamento também prestou homenagens.
A moção de parabenização da Câmara foi entregue ao comandante do 18º BPM, Marcelo Giusti, também ao capitão Daniel Manobin e aos soldados Amanda da Silva Vieira e Lúcio Mauro Souza Xavier, dupla que atuou na ocorrência da Santa Isabel. O vereador Leandro Aguirre agradeceu o trabalho que o efetivo tem realizado na cidade, principalmente do apoio que tem dado à Câmara e Prefeitura.
HOMENAGENS BM3O presidente da Câmara, Dédo Machado (PT), prestou homenagem ao batalhão e disse que o momento é de parabenização a todo o efetivo da Brigada Militar de Viamão. “O comando e nossos policiais têm nos honrado pelo trabalho desenvolvido, porque sabemos que Viamão tem muitos problemas e a nossa segurança é essencial”, disse Dédo Machado.
O comandante-geral da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, coronel Alfeu Freitas Moreira, agradeceu todas as homenagens à instituição. “O exemplo citado sobre o caso na Santa Isabel é um pequeno exemplo do que acontece todos os dias. Atendemos hoje no Estado mais 4 mil ocorrências diariamente”, disse o coronel Freitas. O comandante-geral recebeu, em abril deste ano, uma moção pelo reconhecimento e mérito de atuação dentro da corporação, concedida pela Câmara de Viamão.

>> Homenagens do Batalhão

O comandante do 18º Batalhão, major Marcelo Giusti, concedeu diploma de “Honra ao Mérito Capitão Luigi Rossetti”, para 12 policiais militares e dois civis pelo destaque em promover o desenvolvimento e as ações do grupamento e também entregou a Comenda Setembrina dos Farrapos, considerada a maior honraria da Polícia Militar de Viamão, ao vereador Leandro Aguirre e ao empresário Luiz Carlos Gutterres Nunes, o Passarinho.HOMENAGENS BM4
“Em junho deste ano, fizemos 69 anos de Brigada Militar em Viamão e 17 anos como Batalhão. Hoje estamos homenageando os policiais do passado e do presente. Não precisamos de super-heróis, porque temos nossos heróis de carne e osso. Em 8 de julho, os soldados Lúcio Mauro Xavier e Amanda Vieira, demostraram técnica ao darem um basta no grupo de cinco criminosos que vinham agindo desde Porto Alegre. A comunidade de Viamão joga junto com a BM”, disse o comandante Marcelo Giusti.

Câmara aprova novas regras na mineração

Os vereadores aprovaram na sessão desta terça-feira (21), o Projeto de Lei (PL) 044/2015, que autoriza a Extração Mineral, institui a Taxa de Controle, Acompanhamento e Fiscalização das Atividades de Lavra e Exploração de Recursos Minerários e dá outras providências. As novas regras passam a valer, após o prefeito sancionar a lei, em 90 dias.
Após o recebimento do PL, a Câmara Municipal resolveu discutir a proposição, onde a presidência deu posse a uma comissão para fazer esse trabalho, a partir de uma audiência pública. O projeto foi colocado à apreciação nesta terça-feira, após a leitura do relatório final da Comissão de Constituição, Redação e Justiça.
DSC_0921 (2)VOTO CONTRA – De acordo com a vereadora Eda Giendruczak (PDT), contrária à colocação do projeto em votação, a proposição não poderia ser votada este ano, porque já havia sido reprovada e só poderia ser votada no ano que vem. “Não concordo com a liberação das areeiras nos moldes que esse projeto propõe, pois é extremamente danoso ao Meio Ambiente e vai prejudicar em muito as futuras gerações”, analisa a vereadora.

>> Câmara realizou audiência pública para discutir o projeto

A proposição foi pauta, no mês passado, de uma audiência pública na Câmara Municipal, quando o texto enviado à Casa pelo Poder Executivo foi colocado em discussão para o recebimento de emendas por parte dos parlamentares, empresários ligados ao setor minerário, especialistas e a população. O presidente da Câmara, Dédo Machado (PT), propôs a criação de uma Comissão Especial, coordenada pelo vereador Zé Lima (SD), para discutir o projeto.
Na mensagem, o Poder Executivo justifica que as atividades de mineração estavam regradas pelo Código de Postura, que este ano foi reformulado, sendo retirado de seu teor este regramento por entender que esta atividade é de grande impacto ambiental e deve ser tratada em legislação específica.

ENDEREÇO

Câmara de Vereadores de Viamão
Praça Julio de Castilho, S/N Bairro Centro, Viamão, RS.
CEP 94410-005 Telefone: (51) 3485-4900